3 dicas para um Natal Sustentável

dez 05, 2018

3 dicas para um Natal Sustentável

1. Comece pela Árvore de Natal - real, de plástico ou... alugar?

Cortar um pinheiro, a cada ano, para ter uma época natalícia mais autêntica e 'natural', parece ficar muito aquém da sustentabilidade ambiental. A árvore falsa, de plástico, pareceu-nos por muito tempo uma opção mais sustentável.

Um estudo da Ellipsos, demonstrou que, para compensar o impacto ambiental e de saúde associados à produção e descarte das árvores falsas, "seria preciso utilizar a mesma árvore de plástico durante 20 anos, para que fosse tão sustentável quanto cortar uma árvore verdadeira".

Mas há uma terceira opção, que tem demonstrado ser a mais sustentável: alugar uma árvore verdadeira. Em Portugal, o projeto Pinheiro Bombeiro, aluga pinheiros verdadeiros que tiveram de ser cortados por prevenção de incêndios. As receitas contribuem para a compra de material profissional para os 80% de bombeiros voluntários portugueses e, ao devolver o pinheiro, este será convertido em biomassa, sendo assim reintroduzido perfeitamente na Natureza.

2. Escolha presentes sustentáveis

O Natal é uma época de puro consumismo, que envolve um enorme impacto ambiental. Mas as suas escolhas podem passar por presentes com um baixo impacto. Por exemplo, oferecer serviços ou experiências - como uma estadia num hotel sustentável, como a Quinta Alma, ou uma aula de surf - evitam a produção de um bem material e, muitas vezes, superam as expectativas de quem o recebe.

Oferecer um Vale de Investimento Sustentável GoParity é outra opção que evita a extração de recursos e poluição industrial. A partir de 20€, os seus familiares e amigos, poderão utilizar o montante do vale para investir em projetos de sustentabilidade e, ainda, ganhar retornos competitivos! Compre já os seus em www.goparity.com/xmasgift

3. A melhor parte do Natal - a comida

Para muitos portugueses, (felizmente!) Natal é sinónimo de mesa abastada e dias inteiros a comer. Ser mais sustentável passa também por uma escolha mais seletiva dos alimentos que se põem na mesa.

Comprar alimentos locais e orgânicos é essencial para que a sua pegada ecológica seja menos pesada (em ambos os sentidos).

Para além disso, está já comprovado que a produção de carne vermelha é das mais poluentes. Assim, opte por susbtituir o consumo de carnes vermelhas pelo de peixe e mais vegetais.

Por último, evite o desperdício! Quebre o tabu e distribua as sobras pela família. Desta forma, extende-se também o sabor e espírito de Natal por mais tempo, todos beneficiam!